BLOG // Trabalhos Recentes

Alessandra Colonezi e as "Patinhas Amigas"

A Ale sempre foi apaixonada por animais. Sempre defendeu e comprou brigas a favor de seres indefesos, fossem animais ou pessoas com limitações em situações muito complicadas. O amor pelos animais foi crescendo e se tomou uma parte essencial da vida dela.

Ela começou ajudando financeiramente algumas ONGs, fazendo doações, esse tipo de coisa. Quando o Facebook começou a despontar como uma rede social ela conseguiu se conectar mais com essa causa, começou a encontrar as pessoas que estavam trabalhando nesse mesmo propósito e começou a ajudar alguns protetores independentes – que é como chamamos as pessoas que não são de ONGs instituídas, mas resgatam animais – e foi se envolvendo cada vez mais.

Até que há uns 7 anos começou a ajudar uma senhorinha perto da casa dela, onde abandonavam frequentemente (as vezes semanalmente) muitos animais, a maioria filhotes de gatos, ainda com o cordão umbilical.

Essa senhorinha tinha uma casa exatamente igual àquelas que a gente vê no programa “Acumuladores”.
A Dona Lourdes era acumuladora de "coisas" e não de animais. Um acumulador de animais não deixa castrar e doar, mas ela confiava especialmente na Ale para fazer as castrações, para providenciar os primeiros cuidados nos bichinhos e fazer uma ponte cuidadosa dos animais até um adotante que realmente quisesse muito – e principalmente pudesse – cuidar daquele bichinho.

Ela inclusive tem um questionário, um protocolo para avaliar se realmente a pessoa está preparada para cuidar do animalzinho que quer adotar: se a pessoa já tem outros animais em casa, se o apartamento é telado, etc. Ou seja, os bichinhos não são doados indiscriminadamente para qualquer pessoa. Tudo é feito com muito critério e acompanhado de perto.

Foi justamente quando ela estava mergulhada nessa missão de ajudar a senhorinha que as Patinhas Amigas nasceram. Nesse processo, que começou em 2012 (e durou até 2017, ano do falecimento da Dona Lourdes) a Ale conseguiu salvar do abandono e dos maus tratos centenas de animais. Só da casa dessa senhora mais de 100 animais foram encaminhados nesse período.

A intenção das Patinhas Amigas é ajudar outras "patinhas" que também são amigas (risos). Desde sempre ela colaborou com outras protetoras independentes – com doação de medicação, ração, etc – e com divulgação dos animais para adoção. Muitas vezes a Ale repassa doações que ela recebe, assim como algumas protetoras ganham doações e repassam também para a Ale, numa linda e trabalhosa sinergia.

Nessa rede estão várias protetoras sobrecarregadas de animais e que precisam viabilizar as adoções e "abrir vagas” para outros animais que virão.

Em resumo:
Ela faz um trabalho voluntário e precisa de voluntários para ajudá-la.

Siga o Patinhas Amigas clicando aqui.

Se quiser adotar ou quiser ajudar a viabilizar adoções fotografando os animais ou simplesmente compartilhando os posts do Instagram e da Fanpage no Face, vai ser maravilhoso.

Patinhas-Amigas13.jpg
Costumo dizer que se você reparar bem, você vai conseguir ver as asinhas da Alessandra.

Costumo dizer que se você reparar bem, você vai conseguir ver as asinhas da Alessandra.

NEVER STOP, ALE!!!