BLOG // Trabalhos Recentes

Revelar-Ser // Yoga Dance com Fernanda Cunha

Yoga Dance Revelar-Ser-375.jpg

Apesar de já ser quinta-feira, estou ainda aqui processando o final de semana com a Fe, as duas Anas e todas essas almas incríveis. Foram dois dias de muita entrega, de muito aprendizado, de catarses, performances, dinâmicas, de cura interior….onde nossos corpos foram veículo de energias de diversas naturezas e os encontros e reencontros foram recheados de amor e união.

O que Fernanda traz para o mundo com esse curso – essa vivência em grupo – é muito especial e ter tido a chance de estar ali fotografando e presenciando transformações em tempo real, foi mais que um privilégio. Foi como um reencontro com amigos, com irmãos, comigo mesmo…com o TODO.

(Sem palavras para agradecer o carinho e a abertura que senti de cada um de vocês, queridos)

Quando a Fe se aproxima para nos ouvir – cheia de compaixão e despida de julgamentos – ela se faz abrigo, faz do próprio coração a nossa casa, onde ela nos acolhe com um dos olhares mais amorosos e verdadeiros que eu já conheci. Mas quando o divino que habita nela se manifesta nas palavras é quando acontecem as transformações e as revelações. Sensibilidade que transborda. Percepção que transcende. Suas palavras são pétalas, são chuvas de prata, são ondas de sabedoria que transmutam energia, que nutrem almas, abrem caminhos e nos revela quem somos.

Ao final da minha participação, a Fe ainda me permitiu contar para o pessoal um pouco sobre a finalidade das fotografias que estavam sendo feitas ali me dando também a oportunidade de me despedir de cada um e de tentar demonstrar para a turma a minha gratidão…e assim também pude dividir com eles um pouquinho do meu olhar e deixar ali também um pouco de mim.

Um final de semana que entrou para lista dos meus dias inesquecíveis.

Gratidão <3
#AmoNos.

Mariana Marques // Coffee Time

Session Mari Marques

Antes de tudo, dá um play! :)

A Mari é uma fotógrafa de lifestyle que eu adoro, cheia de sonhos, de histórias divertidas – ela tem aquele senso de humor meio teatral, caras e bocas, vozes, entonações (risos) – delicada, sensível, enfim…uma presença sempre muito gostosa. Uma amiga querida que sempre traz pros nossos encontros seu universo de coisinhas, livros, ideias, canecas, viagens e reflexões. E entre outras tantas coisas que temos em comum, existe o amor por fotografar momentos verdadeiros, e claro, aquele amor por um bom café.

Mas temos também uma diferença que nos separa:
Ela adora frio. E eu amo o calor.
Mas dessa vez foi o frio que uniu a gente em Campos do Jordão.

Fizemos várias fotos em externa, muitos sorrisos naquelas ruas super charmosas de Campos – fotos que eu vou acabar trazendo aqui em um outro post – mas nesse momento do ensaio eu queria fazer algo mais “ela com ela mesma”….uma atmosfera mais intimista, com simplicidade….e ela me entregou essas cenas de um dia que vai deixar saudade.

Obrigado, Mari!