BLOG // Trabalhos Recentes

Juliane Arguello // Lifestyle & Portrait Sessions

Ensaio Julie Arguello-53.jpg

Eu vou ter que me controlar
Se um dia eu quero enriquecer
Quem vai comprar esse CD
Sobre uma pessoa só?

Se juntar cada verso meu
E comparar
Vai dar pra ver
Tem mais você que nota dó

Hoje eu falei
Pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você

- - -
”Monomania”
(Clarice Falcão)

Já te fiz muita canção
São quatro, ou cinco, ou seis, ou mais
Eu sei demais
Que tá demais

Eu chego com um violão
Você só tá querendo paz
Você desvia pra cozinha
E eu vou cantando atrás

Hoje eu falei
Pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você
E agora é

Se juntar cada verso meu
E comparar
Vai dar pra ver
Tem mais você que nota dó

 
Stripe-Ensaio-Julie-Arguello.jpg

Um dia alguém entra em contato querendo comprar um flash que eu estava vendendo e eis que surge na minha porta essa figura encantadora, que além de feliz proprietária de um flash, viria a ser minha aluna de workshop. E aí descobri que a Julie era uma atriz talentosa, com um olhar super legal para fotografia, que escrevia muito bem, que também tocava ukulele, cantava…rsrsrsr….enfim: multitalentosa. Ficamos um bom tempo sem conseguir nos ver, mas sempre acompanhando o trabalho um do outro pelo Instagram, posts, etc..e de tempos em tempos falávamos sobre fazer um ensaio.

Esse ano finalmente saiu. :)
Foi um encontro de poucas horas que na verdade rendeu uns três ensaios: a pessoa tem “cara de borracha” gente!!!
Deu até pra fazer algumas instantâneas com a Lomo. E esse é só um fragmento do nosso dia, uma parte do nosso ensaio. Em breve vai ter mais da Julie por aqui.

Dipt-Ensaio-Julie-Arguello.jpg
Ensaio+Julie+Arguello-160-1.jpg
Ensaio Julie Arguello-104.jpg
 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Se você quiser um ensaio como esse, clique aqui e me mande uma mensagem que eu explico direitinho como podemos fazer. 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

"Me Poema" // Vanuza Amarante

2018 May - Sessao de Fotos Van-25.jpg

Já comentei algumas vezes que existem pessoas-chave na minha vida e que a maioria esmagadora dessas pessoas são mulheres. A Vanuza cruzou meu caminho "por acaso", quando palestramos no Viva de Foto (congresso online) e eu tive a oportunidade de conhecer o trabalho incrível dela com marca, branding, identidade visual, álbuns...e depois ainda conversar pessoalmente na confraternização dos palestrantes e sentir o astral maravilhoso dessa pessoinha.

Eu nunca tive de fato um logotipo. "Em casa de ferreiro espeto é de pau?"
Pois é, decidi mudar essa crença maldita – acho que todo mundo na verdade deveria parar de dizer isso e agir assim – e resolvi fazer uma consultoria com ela já que minha marca nunca tinha sido nada além de "o meu nome escrito com uma fonte decente". Mas todo o meu material estava uma bagunça virtual, com vários Instas cada um de um jeito, Facebook abandonado, canal do Youtube também todo desconectado visualmente...enfim: uma zona. (Que a gente ainda está consertando...rsrsrsr...)

E aí, no meio de um turbilhão de ideias, olhando meu próprio trabalho, projetos, possibilidades...me surgiu um nome, uma proposta de ensaios fotográficos que eu chamei de "...Me Poema..."

A  Van além de ter gostado do nome e de ter visto outros trabalhos meus nessa linha, ainda topou ser fotografada sob esse meu olhar. Eu ia fotografar a sessão de tattoo – em que ela fez uma Fênix enorme no braço – mas não conseguimos alinhar as agendas. Ela tinha pensado em ter fotos da sessão para marcar esse momento de mudança, de "renascimento" dela...e quando eu propus um ensaio mais autoral, diferente do lifestyle corretinho, ela sem pensar nem 1 segundo disse:

"– Querí, faz o que você quiser!"

(com aquele sotaque inconfundível, meio paulista/meio mineiro...rsrsrsr...)

Então aqui estão alguns cliques do nosso dia: memória de uma tarde também cheia de conversas enriquecedoras e de "puxões-de-orelha".
Sem falar no privilégio que foi registrar essa etapa da sua vida – de cabelo novo, de tattoo – poder te chamar de amiga é um presente maravilhoso.

Obrigado por existir me deixar eu "te poemar"!

- - - - -
Se você quiser um ensaio como esse, clique aqui e me mande uma mensagem com o subject "Me poema" que eu explico direitinho a minha ideia e como podemos fazer. 
- - - - -